domingo, 25 de junho de 2017

... VERSÕES e VERSOS de F. Pessoa ...

GAVE hoje em dia, É SÓ uma freguesia portuguesa do concelho de Melgaço, com 237 habitantes.
A noticia que fala do "exame nacional de Português do 12º ano" [ CORRECTAMENTE Exame Final Nacional de Português Prova 639 | 1ª Fase Prova 639 | 1.ª Fase | Ensino Secundário | 2017 12.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho (http://iave.pt/np4/202.html) ] e que transcreve a conversa de uma aluna que diz: "Ó malta, falei com uma amiga minha cuja explicadora é presidente do sindicato de professores, uma comuna, e diz que ela precisa mesmo, mesmo, mesmo só de estudar Alberto Caeiro e contos e poesia do século XX. Ela sabe todos os anos o que sai e este ano inclusive. E pediu para ela treinar também uma composição sobre a importância da memória".
BATE CERTO. É que no GRUPO II até podia ser qualquer coisa "escrivinhada"
VERSÃO 1 e na  VERSÃO 2 da dita prova:
GRUPO I  "O Guardador de Rebanhos" Extracto da página 72  Fernando Pessoa, Poesia de Alberto Caeiro
GRUPO II  "Cultura Científica em Portugal: Ferramentas para Perceber o Mundo e Aprender a Mudá-lo", Lisboa, Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2015, Extracto da página 19 (adaptado) dos autores António Granado e José Vítor Malheiros;
GRUPO III  "A memória age como a lente de uma câmara escura; reduz todas as coisas e, dessa forma, produz uma imagem bem mais bela do que o original." Traduzido a partir de Arthur Schopenhauer, Parerga and Paralipomena, Vol. I,Oxford, Clarendon Press, 1974, página 447 (adaptado)
Será que a memória permite sempre construir uma imagem idealizada do passado? Num texto bem estruturado, com um mínimo de duzentas e um máximo de trezentas palavras, defenda uma perspetiva pessoal sobre o modo como o passado é percecionado através da memória. Fundamente o seu ponto de vista recorrendo, no mínimo, a dois argumentos e ilustre cada um deles com, pelo menos, um exemplo significativo.
O IAVE I.P. (Instituto Público ?) em nota de esclarecimento diz:
"Na sequência da divulgação de um ficheiro áudio que revela informações sobre conteúdos da prova, e que alegadamente foi difundido antes da aplicação da mesma, o IAVE informa que remeteu para a Inspeção‐Geral da Educação e Ciência e para o Ministério Público todas as informações de que dispõe sobre o caso para efeitos de averiguação disciplinar e criminal." que é assinada por um Conselho Diretivo !!! 
Será que no Exame Final Nacional de Matemática de 9º Ano (com o valor de 1/3 para a atribuição do nível FINAL) na 1ª Fase (27 de Junho) ou.. na 2ª Fase (24 de Julho) os alunos não terão de dizer que: "0,999(…) é igual a 1" ???

 

Sem comentários:

Enviar um comentário