quarta-feira, 15 de julho de 2015

E... ANTES DE O SER... JÁ O ERA !

 
Na cimeira dos líderes da Zona Euro, iniciada no domingo e ao longo de 17 horas, houve tensão, gracejos, cedências, olhares carrancudos e carregados, sono, muito sono. E exasperação. O primeiro-ministro grego chegou mesmo a perguntar à chanceler alemã se queria mais alguma coisa… "Também querem Creta? O Partenon? Talvez toda a Acrópole, não?"
“A União baseia-se, de acordo com a proposta da Convenção, nos valores de respeito da dignidade humana, de liberdade, de democracia, de igualdade, de Estado de Direito e de respeito dos direitos do Homem. Estes valores, são comuns aos Estados-Membros. Além disso, as sociedades dos Estados-Membros caracterizam-se pelo pluralismo, pela tolerância, pela justiça, pela solidariedade e pela não discriminação.
Os objectivos principais da União são a promoção da paz, dos seus valores e do bem-estar dos seus povos.   No que diz respeito às relações entre a União e os Estados-Membros,  nomeadamente, do respeito pela identidade nacional e pelas estruturas políticas e constitucionais fundamentais dos Estados-Membros.“ in PRINCÍPIOS e VALORES FUNDAMENTAIS da União Europeia.
No preâmbulo do projecto de tratado constitucional é precedido ainda por uma citação de Thucydide:
 "A nossa Constituição (…) chama-se "democracia" porque o poder está nas mãos, não de uma minoria, mas do maior número de cidadãos".

Aos objectivos actualmente enunciados nos Tratados, o projecto de Constituição acrescenta a promoção do progresso científico e técnico e a solidariedade entre as gerações, bem como a protecção dos direitos das crianças. A coesão económica e social é dotada de uma dimensão territorial. A diversidade cultural e linguística, bem como a salvaguarda e o desenvolvimento do património cultural europeu, tornam-se igualmente objectivos da União.

Pelo exposto, posso tomar como adquirido, que tudo isto É (tem) UM EX
Ou… como dizem na minha terra:
“ANTES DE O SER, JÁ O ERA !!! “
“simplesmente” o Zé



http://jose-pires-um-ser-livre.blogspot.pt/2013/07/club-bilderberg-o-4-reich.html
 
 

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Cecília Machado, é mesmo:
      ANTES DE O SER, JÁ O ERA !
      É que a famigerada C.E.E. (oficial em 1958) e actual E.U. (1992) não foi constituída para proteger os Países mais fracos em termos económicos e sociais.
      Após a II Guerra Mundial, o Planeta tinha só duas superpotência: Estados Unidos e União Soviética. A Europa “leia-se Alemanha” estava destruída económica e politicamente => Alemanha Ocidental (República Federal Alemã) e Alemanha de Leste (República Democrática Alemã).
      Em 1957, os Estados signatários da fundação da C.E.E. foram França, Itália, Alemanha Ocidental ( República Federal Alemã, e não a República Democrática Alemã) Bélgica, Holanda e Luxemburgo e a sua finalidade era, entre outras, o estabelecimento de um mercado e impostos alfandegários externos comuns, uma política conjunta para a agricultura… Se reparar, destes primórdios e, exceptuando a Itália, os outros 5 Países estão na “mó de cima” pois, todos os que se foram agregando passaram a ser uns subordinados, exepção feita ao Reino Unido que no famigerado tratado de Maastricht (MaisTriste) não aderiu à moeda que facilita a vida à Alemanha => O EURO.
      Assim destruíram soberanias e moedas dos Países mais fracos (a que hoje chamam de periferia) mas a quem eles sugaram e sugam todas as prespectivas de Nação [destruído 1º as fontes de governação interna de cada um ( Por exemplo Portugal, neste momento, não tem agricultura, nem pesca e desgraçadamente os produtores de leite têm de vender o litro de leite a 20 cêntimos)] em prol do enriquecimento da actual superpotência Alemanha, que vai dar origem ao 4º reich. :’ (

      Eliminar