terça-feira, 21 de abril de 2015

MEXIA com os 1.644 euritos POR DIA

 
A EDP foi criada em 1976 através da fusão de 13 empresas que tinham sido nacionalizadas em 1975, então com o nome "Electricidade de Portugal".
Então, como empresa estatal, ficou encarregue da electrificação de todo o país, a modernização e extensão das rede de distribuição eléctrica, do planeamento e construção do parque electroprodutor nacional, e do estabelecimento de um tarifário único para todos os clientes.
Em meados da década de 1980 a rede de distribuição da EDP cobria 97% do território de Portugal continental e assegurava 80% do fornecimento de energia eléctrica em baixa tensão. Em 1991, o Governo decidiu alterar o estatuto jurídico da EDP, de Empresa Pública para Sociedade Anónima. Em 1994, depois de uma profunda reestruturação, foi constituído o Grupo EDP. ( O XI Governo Constitucional tomou posse a 17 de agosto de 1987, tendo sido constituído pelo Partido Social Democrata, com base nos resultados das eleições de 18 de julho de 1987. Terminou o seu mandato a 31 de outubro de 1991, na sequência do termo normal da legislatura. O XII Governo Constitucional tomou posse a 31 de outubro de 1991, sendo constituído pelo Partido Social-Democrata, com base nos resultados das eleições de 6 de outubro de 1991. Terminou o seu mandato a 28 de outubro de 1995, na sequência do termo normal da legislatura. Primeiro-Ministro Aníbal Cavaco Silva )
Em Junho de 1997 ocorre a primeira fase de privatização da EDP, tendo sido alienado 30% do capital. Foi uma operação de grande sucesso em que a procura superou a oferta em mais de trinta vezes, e pela qual mais de oitocentos mil portugueses (cerca de 8% da população) se tornaram accionistas da EDP.
Em 2013 a Parpública, empresa que gere as participações do Estado, vendeu as últimas ações detidas na EDP, num total de 4,144% do capital social da eléctrica, por 2,35 euros por ação, com um encaixe de 356 milhões de euros.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário