quinta-feira, 12 de setembro de 2013

O QUE É... A indústria farmacêutica :’(

_________________________________________________________________
Há dias, foi revelado que as grandes empresas farmacêuticas dos EUA gastam centenas de milhões de dólares por ano em pagamentos a médicos que promovam os seus medicamentos. O Prémio Nobel de Fisiologia/Medicina de 1993 (descoberta da existência de segmentos do ácido desoxirribonucleico que não têm função codificadora na elaboração de uma determinada proteína) Richard John Roberts, afirmou que os medicamentos que curam não são rentáveis e, portanto, não são desenvolvidos por empresas farmacêuticas que, em troca, desenvolvem medicamentos que mantêm a pessoa viva mas não a curam e têm de ser consumidos de forma regular. Isto, faz também com que alguns medicamentos que poderiam curar uma doença não sejam investigados. O resultado é um mundo obscuro que chega a assemelhar-se ao da máfia.
E os políticos não intervêm?
No nosso sistema, os políticos são meros funcionários dos grandes capitais, que investem o que for preciso para que os seus boys sejam eleitos e, se não forem, compram os eleitos. Quase todos os políticos, e eu sei do que falo, dependem descaradamente dessas multinacionais farmacêuticas que financiam as suas campanhas.
Ao capital só interessa multiplicar-se. O resto são palavras… respondeu o bioquímico e biólogo molecular britânico.

Richard John Roberts, prémio Nobel de Fisiologia e Medicina / 1993 D. CRISTO

Sem comentários:

Enviar um comentário