segunda-feira, 23 de setembro de 2013

CONVERSA DE DOIS AMIGOS NO DIA 30


O Joaquim telefonou ao Manuel para perguntar como passou as férias:
Depois dos cumprimentos tradicionais e dos pormenores da saúde da família, etc, o diálogo encaminhou-se para as eleições de ontem:

Joaquim: - Então quem ganhou aí as autárquicas? Os que estão ou outros?
Manel: - Mas porque fazes essa pergunta? Eles são todos do mesmo género, o que querem é o seu próprio enriquecimento e dos seus familiares e amigos, e fazem uma ou outra obra para terem do seu lado o construtor amigo e iludirem o Zé Povinho.
Joaquim: - Mas não estás a inventar nada de novo e mesmo os que perderam não deixam de mamar à sombra do poder. Mas qual foi o grupo vencedor?

Manel: - O vencedor foi o partido XIS, mas sei apenas dois nomes da lista e, mesmo desses, não faço a mínima ideia das suas qualidades e defeitos. Como de costume, os eleitores votam às cegas e só depois, a pouco e pouco, é que vêm a saber algumas das nódoas passadas dos eleitos, como tem acontecido com o Passos, o seu amigo Relvas, o Machete, e muitos outros. Esta forma de democracia é uma grande açorda!!!
Joaquim: - Mas aí não tiveram a sorte de ter um candidato dinossauro que iria, com a sua experiência, competência e generosa dedicação, tornar toda a gente rica e feliz.
Manel: - Estás a brincar. Esses tipos o que querem é aumentar o seu património para subirem na lista dos mais ricos do País e do Mundo. Nesta época em que vivemos não podemos esperar tal generosidade de políticos. Se for encontrado um com tal dedicação e honradez, deve ser logo feita uma estátua.
Joaquim: - Enfim, passou-se o dia, parte do dinheiro dos nossos impostos vai ser entregue aos grupos de candidatos mais votados para suprir as despesas que fizeram na campanha e o povo deixa de contar com tal quantia e vai continuar na mesma, apenas com a diferença de terem mudado as moscas.
Manel: - Agora sou eu que te chamo ingénuo. Então não tens reparado que cada mudança traz piores condições de vida e mais sacrifícios para o pagode, que aumenta o número dos beneficiados com as subvenções vitalícias que procuram manter ocultas para o povinho não saber da pouca-vergonha? Vê lá se os que eram pobres antes de serem eleitos voltaram a sê-lo!!!

Isto é ficção, pois estamos a 23 !!!

Imagem de arquivo

1 comentário:

  1. Amigo e HOMEM João:

    A “FICÇÃO” IRÁ CONTINUAR DEPOIS DO DIA 29 : ‘(

    É bom que recordemos…
    A PROMISCUIDADE, ENTRE POLÍTICOS e BANQUEIROS, INSTALADA !

    ResponderEliminar