segunda-feira, 26 de agosto de 2013

A ECONOMIA E AS PESSOAS


A propósito do muito que apareceu escrito acerca do falecimento do economista António Borges, julgo oportuno recordar o que a economista Maria da Conceição Tavares disse no vídeo publicado em

Recado a jovens economistas e a governantes

Hoje há a tendência de os economistas enfatizarem a intelectualidade da ciência da economia matemática centrada nos números e esquecendo as pessoas.

Imagem do Google

__________________________________________________

 As folhas de “Excel” e “Gráficos” podem parecer ser muito bonitas/os e até apresentados com toda a pompa e circunstância.
Mas a REALIDADE que todos sentimos
é BEM VISÍVEL.

 O SER HUMANO PASSOU A NÃO TER VALOR !

PARA “eles” É APENAS MAIS UM NÚMERO  :(

Um pequeno exemplo:
video
 
Simplesmente o Zé  

3 comentários:

  1. Vivêmos nesse tempo e somos vitimas desses economistas.
    Dão mais valor aos números que às pessoas.

    ResponderEliminar
  2. Como em tudo, há bons e menos bons economistas. Mesmo os considerados bons, não têm todos a mesma perspetiva; é disso que se trata: ou se privilegia os números, ou as pessoas. A meu ver, um bom economista é o que consegue conciliar estes visões...
    Mas eu sou uma simples leiga na matéria...

    ResponderEliminar
  3. Comentei também o post do vídeo, mas como não me apareceu a verificação de letras, não deve ter ficado...

    ResponderEliminar