sexta-feira, 27 de abril de 2012

Vítor Gaspar surpreendido com a realidade nacional

O ministro das Finanças admite que os níveis do desemprego estão mais elevados do que se previa, o que justifica razões para os portugueses estarem preocupados com a pouca capacidade de análise e de previsão dos «sábios» que nos governam.

É mais um Vítor a estranhar o aumento do desemprego!!! Mas afinal o que é que se esperava com a tremenda austeridade que os mais sérios pensadores do sector não se cansam de criticar e de dizer que esse caminho não leva á solução da crise, antes a agravam. É isso que está a confirmar-se.

Não se pode dizer que haja razão para surpresa. Como escrevi noutro post, a exagerada austeridade retirou o pouco poder de compra daqueles que não podem deixar de gastar em consumo tudo o que ganham (não têm para poupar e muito menos para investir em especulação financeira), e que, por isso, agora têm que consumir menos, donde resulta menor facturação nas empresas de comércio, obrigando muitas a fechar. Depois, na sequência da redução das vendas resulta a diminuição da produção que leva muitas indústrias, devido à falta de procura, a fechar ou, no mínimo, a despedir pessoal. De tudo isto resulta o aumento do desemprego. Onde está o espanto dos nossos Vítores?

Sim, há motivo para espanto: eles vivem completamente preocupados com modelos matemáticos teóricos e abstractos e alheios às realidades dos portugueses, como se conclui das suas exclamações de surpresa. E daqui sai outra conclusão: Não se pode esperar que os portugueses tenham confiança em quem os governa e possam alimentar fundamentada esperança no devir.

Imagem de arquivo

1 comentário:

  1. “Não se pode dizer que haja razão para surpresa”

    Claro que não amigo.
    Estamos a ser DESgovernados por meninos que NUNCA souberam o que era a vida ;’(
    SURPRESAS só mesmo para os desatentos !
    Fazem das pessoas números… e nem assim acertam !

    O povo paga, com sangue, suor e lágrimas o desplante destes “senhores” enquanto eles jogam como que ao “monopólio” dentro dos seus gabinetes. Só que agora HÁ FOME e eles não têm vergonha.

    Sinceramente não sei o que se passa com este nosso povo :’(

    Um grande abraço de fraternidade, de liberdade e como diz no nosso blogue SEMPRE PELA DIGNIDADE e VALORES DO SER HUMANO coisa que estes “senhores” já puseram de lado.

    Eles não têm valores ! POR ISSO ESTÃO ALHEIOS e ainda pensam que são os melhores :’(

    ResponderEliminar