sábado, 8 de outubro de 2011

Peso do passado. Lições para hoje e amanhã

Embora algumas alterações gerais possam parecer cíclicas e voltarem a repetir-se, o certo é que concretamente, o tempo não volta para trás e nada se repete como fotocópia.

Sintonizado com esta ideia, António José Seguro diz que “As soluções do passado trouxeram-nos até aqui”. Estamos a sofrer as consequências más ou menos boas de erros e vícios de períodos anteriores, de muitas décadas. É preciso seguir a metodologia de «pensar antes de decidir», analisando bem todas as circunstâncias actuais, fixar objectivos e procurar, serena e racionalmente, a melhor solução para os atingir.

Neste momento, é preciso romper com vícios e manhas do passado e definir uma estratégia de forma alargada a fim de garantir uma “acção nacional convergente”. A divisão de esforços, as guerrilhas e tricas inter-partidárias, neste momento, são um erro anti-nacional, que desperdiça energias quando todas são poucas para recuperar a vida dos portugueses, nos vários sectores da vida económica e social

Imagem de arquivo

Sem comentários:

Enviar um comentário